Painel

Teste técnico no processo seletivo: ajuda ou atrapalha?

22/09 17:00 ~ 18:00 Sala 1

Vanessa Sant'Anna
Thiago Ghisi
Priscila Aranha Host

Desenvolvedores brasileiros de nível pleno e sênior recebem muitas propostas de vaga por dia. Agora, imagine-se realizando um teste técnico e, no meio do caminho, perceber que todo o seu esforço está sendo desperdiçado em uma atividade que não avalia nenhuma ou poucas das habilidades que você utilizará na rotina de trabalho. Repita este processo por mais algumas vezes e vamos entender porque os candidatos não gostam de testes técnicos! De um lado temos o teste que prolonga o processo como um todo e, às vezes um excelente profissional está com alta demanda de projetos e não tem tempo hábil para concluir o teste, ou candidatos com outras habilidades que faltam no time ou na área de tech no geral e podem aprender assuntos técnicos específicos em pouco tempo, mas também são desconsiderados por não entregar um teste técnico dentro do padrão. Há também uma expectativa em cima do candidato que é bom tecnicamente, mas que não tem o perfil certo para a vaga. Do outro lado, as empresas possuem bons motivos para realizar os testes, como identificar a senioridade, o líder pode validar as impressões que teve do candidato, o comprometimento com qualidade de entrega e prazos. Assim como terão candidatos que são melhores executando do que se expressando. Tanto para os profissionais quanto para as empresas o teste técnico tem sua relevância e seus problemas. Vamos conversar um pouco mais sobre esses pontos nesse painel!